Dicas de etiqueta: comendo com hashi

Curiosidades Gastronomia

Quando se está diante de uma refeição japonesa, é preciso se atentar para detalhes de etiqueta que muitas vezes passam despercebidos em momentos de maior descontração entre amigos.

Algumas manias ocidentais podem ser problemáticas quando se está em um jantar de negócios ou em uma refeição mais formal. É importante aprender um pouquinho para evitar situações desconfortáveis ou até mesmo ofensivas. Isso porque a etiqueta à mesa japonesa se diferencia em muitos modos dos costumes brasileiros.

Errado! Não deixe o hashi sobre a tigela de arroz, use o descanso de hashi e apoie-os na mesaFoto: Rafael Salvador

A professora Carmen Luci, que ministra cursos sobre Qualidade em Atendimento e Servir, destaca que é importante conhecer as regras de etiqueta para saber se adequar e respeitar a cultura e é também uma forma de conhecer a beleza dos gestos para agradar a quem está próximo.

Carmen é também professora de ikebana e cerimônia do chá, artes que também estão conectadas com o conceito de omotenashi, a hospitalidade japonesa. Entre os ensinamentos que podemos aprender com a etiqueta japonesa e a arte de servir, a professora cita “o respeito e a humildade. É uma arte de alto nível em estética, percepção e gentileza”, explica.

Para a professora, usar o hashi da maneira correta é mais do que ter bons modos à mesa, “é uma questão de respeito à cultura à qual a pessoa está inserida naquele momento”. Em seus cursos, Carmen também ensina os conceitos do omotenashi e kokorokubari kikubari, pela filosofia do bom atendimento. “Também falo da cultura japonesa, sua beleza e respeito ao próximo, suas formalidades e gentilezas que resultam em um mundo melhor”, conclui.

Comendo com hashi

Os hashis são usados em praticamente todas as refeições da cozinha japonesa, com pequenas exceções para algumas sobremesas que envolvem o uso da colher ou pratos ocidentais que se valem de garfos e facas.

Em geral, os pratos japoneses são preparados e servidos para que os hashis possam ser os únicos talheres usados. Os alimentos já vêm cortados em tamanhos adequados para que sejam ingeridos em uma bocada ou então são facilmente despedaçados.

Ao comer com os dois palitos, é recomendado que eles sejam segurados do meio para cima, mantendo as pontas firmes e recriando um movimento de “tesoura” sem cruzá-los.

Em muitos restaurantes, para ajudar aqueles que não sabem bem como posicionar o talher, é oferecido uma “borrachinha” que auxilia nessa tarefa. É uma alternativa para quem ainda não sabe usar hashi, mas se você quiser aprender de verdade, basta treinar.

basta treinar.

O que não fazer

Alguns gestos não são bem interpretados quando se está à mesa de um restaurante japonês, mesmo que apenas em um encontro com amigos.

Quando se está comendo um prato conjunto, com diferentes opções de porções, recomenda-se que não fique rodeando com o hashi enquanto escolhe. Apenas se dirija ao prato quando souber o que vai pegar.

Entre os erros mais comuns citados pela professora Carmen, estão espetar a comida e ficar gesticulando com o hashi nas mãos.

Outra dica importante que ela dá é sobre passar a comida de hashi em hashi ou espetar os palitos dentro da tigela de arroz, pois são gestos usados em cerimônias tradicionais fúnebres do budismo. “Jamais cometa a gafe de servir alguém como se estivesse servindo um antepassado”, alerta Carmen.

Evite deixar o hashi apoiado no prato ou na tigela. Existem os descansos próprios para isso e que ficam sempre em paralelo ao prato. Caso eles não estejam disponíveis, você pode improvisar um usando a embalagem dos hashis.

Quando uma louça servida estiver longe, não use os hashis para “puxá-la” para perto; sempre pegue-a com as mãos, trazendo para perto de você.

Preste atenção para mais algumas dicas: o hashi não é uma arma nem um espeto, por isso, tome cuidado com a forma como o segura. Mesmo que o prato esteja delicioso, nada de lamber os hashis. Lembrando-se dessas pequenas dicas, sua refeição entre amigos ou de negócios será bem mais proveitosa e livre de qualquer mal-entendido.

Mais dicas de etiqueta

Correto! Pegue o alimento com movimentos pinçadosFoto: Rafael Salvador

Ao comer sushi

Quando o sushi é servido, cada pessoa terá um pratinho individual para o uso do shoyu. É indicado deixá-lo perto para evitar respingos sobre a mesa. Coloque apenas uma pequena quantidade de shoyu no prato e passe brevemente o sushi ou sashimi sobre o molho de forma que apenas o peixe toque nele. Para isso, segure o sushi de lado para que um dos palitos toque no peixe enquanto o outro toca no arroz.

.: Leia mais em: Como Comer Sushi.

Ao comer peixe cozido/assado

Esses pratos são preparados para que o uso do hashi seja prático. Os peixes são servidos em pratos separados do arroz. A consistência macia e as fibras segmentadas facilitam na hora de separar os pedaços suavemente com as duas pontas do hashi juntas.

Ao comer arroz

As tigelas de arroz são pequenas para comportar a porção ideal para uma pessoa. Na hora de comer o arroz, você pode segurá-la com uma das mãos enquanto usa o hashi com a outra. Aproxime a tigela na altura do queixo para evitar que o alimento caia no meio do caminho. Para apreciar outro alimento servido na mesma refeição, é melhor deixar a tigela sobre a mesa e então servir-se do outro alimento.

Ao tomar sopa ou missoshiru

Para apreciar o missoshiru ou outras sopas, como não se costuma usar colher à mesa, simplesmente leve a tigela à boca. Você pode continuar segurando o hashi com uma das mãos ou descansá-lo, apenas evite manipular o hashi enquanto toma o caldo.

Postado originalmente em Portal MadeInJapao 

as imagem foram postadas originalmente em portal MadeInJapao

Imagem destaque meramente ilustrativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *