NAGOSHI NO HARAE – Rito de Purificação no Verão

Eventos

Ooharae (a grande purificação) é um evento [xintoísta] para eliminar as impurezas do corpo, que se realiza anualmente no último dia dos meses (misoka) de junho e dezembro.  Tornou-se uma prática comum na época do imperador Tenmu 1300 anos atrás.

A grande purificação de junho é chamada de “nagoshi harae – Rito de Purificação de Verão”. Visita-se o santuário para ① passar pelo  ②transferir as impurezas pessoais a um boneco de forma humana e faze-lo flutuar no rio, ③ apreciar o tradicional doce japonês “minazuki”.  Trata-se de um evento anual para afastar os maus espíritos e orar por uma longa vida.

 

Chinowa

Chinowa

① Passar pelo chinowa é caminhar sob um círculo de bambu coberto por um feixe de capim de 2,3 m de diâmetro, instalado no recinto do santuário. Acredita-se que este ato purifica as impurezas do corpo, e o ritual consiste em percorrer três vezes o círculo, a começar com o pé esquerdo, virando primeiro à esquerda, depois à direita e de novo à esquerda, a fim de traçar o número oito [∞] na horizontal (considerado o símbolo do infinito).
A origem dessa crença origina-se da lenda de dois irmãos Somin Shôrai e Kotan Shôrai no período Nara (por volta do séc. VIII).

 

② Eliminar as impurezas, anotando o nome e a data de nascimento no recorte de papel em forma de figura humana, soprando-o para transferir as impurezas pessoais e, depois, fazendo-o flutuar no rio.
Em sua “Coletânea de Poesias”, Fujiwara no Ietaka [No.98] invoca a seguinte imagem:

 

Kaze soyogu  nara no ogawa   no yugure wa
misoguizo natsu no shirushi narikeru

 

O vento sussurra entre as folhas do carvalho,
E, ao entardecer, os peregrinos se purificam na beira do riacho.
Sinal da chegada do verão!

 

Minazuki

Doce japonês “minazuki”.

③ O minazuki é o doce tradicional da época da purificação de junho.  Trata-se de um doce em forma de triangulo, preparado com uirô (uma espécie de bolo branco de farinha de arroz, cozido a vapor) e coberto com feijão azuki – acredita-se que espanta os maus espíritos.  A forma triangular representa a “agua” e, antigamente, realizava-se o “Festival do Gelo – kôri no sekku” no Palácio Imperial, no dia 1º de junho do calendário lunar.  O gelo formado durante o inverno era guardado num depósito de gelo (himuro) nas montanhas; no verão, era utilizado no rito de purificação, colocando o gelo na boca, e ao mesmo tempo formulado o desejo de um saudável verão.

 

Os rituais dos Santuários de Kamigamo, Shimogamo e Kibuno em Kyoto e do Santuário Sumiyoshi Taisha em Osaka são célebres.

Na Coletânea de Poemas de Shûi – Shûi wakashû temos o seguinte poema, [que invoca vida longa àqueles que participam do ritual]:

 

Minazuki no nagoshi no harae he suru hito wa,
Chitose no ichinochi nobu to iu nari

 

Aqueles que realizam o rito de purificação no verão
No sexto mês (minazuki),
Prolongam a sua vida por mil anos.

postado originalmente em  chadourasenke

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *